(41) 3264-6719   -   faleconosco@medicodofigado.com.br

cirurgia no fígadoComo já mencionamos, existem dois tipos de tumores hepáticos: o primário do fígado (quando tem origem no próprio órgão) e o metastático (quando migra de outro órgão para o fígado). A forma mais comum de tumor primário é originada na célula hepática, sendo chamada de hepatocarcinoma ou carcinoma hepatocelular.

Existem duas formas de tratamento de tumores primários do fígado: a ressecção e o transplante. As indicações de uma cirurgia no fígado com a realização de ressecção dependem do quadro clínico do paciente:

  • As funções hepáticas devem estar minimamente conservadas. Em casos de pacientes cirróticos, a ressecção só será possível se as funções do órgão não tiverem sido atingidas.
  • A quantidade de tecido hepático restante deve corresponder a cerca de 10% do peso corporal do paciente.

Essa cirurgia é feita por meio de pequenos cortes no abdome. O cirurgião utiliza uma câmera e outros instrumentos como forma de auxílio para realizar a remoção cirúrgica do tumor. Saiba mais também sobre o tratamento com ablação por radiofrequência no fígado, clicando aqui.

Outra opção de tratamento é o transplante hepático. Veja as indicações:

  • Só é possível em casos de tumor primário do fígado.
  • O tumor deve ter no máximo 5 centímetros de diâmetro.
  • Em caso de haver até três nódulos, estes devem ter no máximo 3 centímetros de diâmetro.

Dr. João Nicoluzzi

Médico especialista em cirurgias e transplantes de fígado, pâncreas e vias biliares.

Deixe uma resposta

Fechar Menu